Divisão administrativa


Politicamente os Açores são desde 1976 uma região autónoma integrada na República Portuguesa. A Região Autônoma dos Açores é dotada de governo próprio e de uma ampla autonomia legislativa, consubstanciada na Constituição da República Portuguesa e no Estatuto Político-Administrativo da Região Autônoma dos Açores. Os órgãos de Governo próprio são a Assembleia Legislativa, um parlamento composto por 52 deputados eleitos a cada quatro anos, e o Governo Regional, de legitimidade parlamentar, composto por um presidente do Governo, um vice-presidente, e por sete secretários regionais. A República Portuguesa é especialmente representada nos Açores por um representante da República, nomeado pelo presidente da República.
 

Ser uma região Autônoma é ter liberdade sobre certos setores como Saúde , Educação , Desenvolvimento Econômico entre outros , mas em outras áreas como Fiscalização Tritutária , Segurança Pública , Forças Armadas ( Exército , Marinha e Força Aérea , Relações Exteriores e Sistema Financeiro ( Moeda ), eles se submetem ao Governo central Português ( localizado em Lisboa)


 

Os Presidentes do Governo Regional até hoje:

1976 - 1995 — João Bosco Soares da Mota Amaral
(8 de Setembro de 1976 - 20 de Outubro de 1995)
I Governo Regional dos Açores
II Governo Regional dos Açores
III Governo Regional dos Açores
IV Governo Regional dos Açores
V Governo Regional dos Açores

1995 - 1996 — Alberto Romão Madruga da Costa
(20 de Outubro de 1995 − 8 de Novembro de 1996)
VI Governo Regional dos Açores

1996 - 2012 — Carlos Manuel Martins do Vale César
(9 de Novembro de 1996 − 6 de Novembro de 2012)
VII Governo Regional dos Açores
VIII Governo Regional dos Açores
IX Governo Regional dos Açores
X Governo Regional dos Açores

2012 - até o momento — Vasco Ilídio Alves Cordeiro
(6 de Novembro de 2012 - presente)
XI Governo Regional dos Açores